Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Avatar

Pitbull, real vilão ou apenas uma vitima?


O Pitbull é um cão que foi desenvolvido para brigas com touros e ursos. É extremamente forte e pode se tornar agressivo com o treinamento específico. Porém, também pode aprender a ser pacífico e obediente. A raça como um todo possui certa tendência à combatividade, mas os filhotes não nascem agressivos. Se bem educado, o pitbull pode se tornar sociável e extremamente fiel ao seu dono, obedecendo a todos os comandos. Cães descontrolados, que atacam pessoas na rua, são frutos da ignorância ou má fé de seus donos. 
Frequentemente são construídos mitos em torno de certas raças. Já foram vítimas o dobermann, o rottweiller e diversas outras raças de cães de guarda. Na mídia, ressalta-se sempre a ameaça que o cachorro e sua raça representam, frequentemente deixando-se de enfatizar a imaturidade, a ignorância e a irresponsabilidade dos donos. O cão é sempre o vilão, que ataca sem ser comandado e até mesmo ataca o próprio dono, quando este tenta controlá-lo. Poucas pessoas sabem, no entanto, que este comportamento provém da criação inadequada do filhote e não de uma possível agressividade inerente ao cão ou à raça.
O que mais se vê atualmente são pessoas sem consciência que treinam seus cães tornando-os violentos, como uma forma de reafirmar sua masculinidade e mostrar poder. 
*w* que fofinha !
Desta forma, todos os criadores e admiradores da raça pitbull estão arcando com as consequências de tais pessoas irresponsáveis, uma vez que a opinião pública foi voltada contra a raça e estão sendo votados projetos de lei em vários estados brasileiros em prol da eliminação do Pitbull.
A idéia de proibir a raça, sacrificar ou mesmo castrar animais violentos é absurda se for tomada como uma medida isolada, pois logo serão encontradas outras raças que se encaixem nos objetivos das pessoas que atualmente criam animais agressivos. Tem-se sim que atacar a raiz do problema, punindo os responsáveis pelos acidentes.

Mídia vs Pit Bulls

Tomando banho e brincando :)
Para a mídia os Pit Bulls são uma fonte de notícias magníficas, primeiramente se criou o esteriótipo e o grande "pré-conceito" com animais de tanto valor, após a fama já criada cada notícia reflete em aumento da audiência ou venda de publicações como revistas e jornais. Porém há um grande problema, a cada notícia lançada na mídia o número de PIT BULLs abandonados nas ruas aumenta em 250% (dados do centro de zoonoses da cidade de Belo Horizonte) acarretando em animais desestruturados para a vida "selvagem" na cidade, criando animais mestiços, pois os mesmos são mais fortes que os vira-latas tendo a preferência das fêmeas para copular. Além de se tornarem violentos no momento em que sentem fome e desprezo.

Midia vs Banalização da raça
O  abraço que me conforta.  (Nome do Pit: Kunta-Kint)
Outro efeito causado pela mídia é a procura, por pessoas com o perfil desviado, para a aquisição desses animais. Sabendo que os mesmos são extremamente fortes e com muita disposição, pessoas com má fé já o adquirem para se auto-afirmarem perante a sociedade. Esses animais passam por verdadeiras torturas. Passam fome, são alimentados a carne com muito sangue e pimenta, são privados de água, além de ficarem acorrentados durante todo o dia. São também privados de contato com outros animais e pessoas, o que os torna em animais medrosos e, consequentemente, agressivos. A mídia tem o papel mais importante de todos na banalização dessa raça, principalmente por criar situações não verdadeiras e enfatizar os ataques, que representam apenas 0,125% dos ataques de cães em todo o mundo. Por mais que não possa parecer, em filmes americanos muitas vezes são usados os Pit Bulls para contracenar com crianças, muitos são usados pela polícia pela sua lealdade ao treinador e pela sua felicidade em servi-lo, o que infelizmente não é mostrado pela mídia.
Texto By Vanne.
Fotos By Regina.

10 comentários:

  1. Tudo depende muito do dono e como o cão é criado.
    Mas o pitbull é uma mistura de duas raças que o homem criou.

    ResponderExcluir
  2. concordo com vc millena.
    mas quem tem que parar de criar os cães com agressividade somos nóis humanos.
    se criarmos aos socos e pontapés ate um poodle vai ser violento ;)

    ResponderExcluir
  3. eu amo cães e concordo que midia geralmente dá mais atenção quando tem um ataque de pit bull do que a ataques de outras raças
    o problema é que acontece com mta frequencia ataques envolvendo cães dessa raça
    msm assim não sou a favor da extinção da raça

    ResponderExcluir
  4. acho que não é que acntece mais ataques envolvendo essa raça e sim divulgam mais quando é dessa raça.
    mais respeito sua opinião. ;)

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho uma Pitbull, e a amo muito! Ela não é agressiva, já tive varios, e eles sempre foram bem traqüilos. Enfim, como vocês já falaram aí : Depende da criação ^^

    ResponderExcluir
  6. Que sorrisão lindo dessa fofa!
    Odeio gente retardada que mete a boca na raça Pitbull e Rotw. Poxa vida, tem tanto pintcher assassino por aí, e invocam com esses! ;/

    =*************

    ResponderExcluir
  7. Eu tenho um cocker, que a sua natureza é ser um cao pacifico, mas posso torna-lo agressivo.

    Ja o pitbull sua natureza é agressiva, mas isso nao impede q se torne um cao pacifico.

    Entao, realmente, no meu ponto de vista, concordo que é questao de educção do dono, e de quem convive com ele..

    Bjs, to te seguindo!

    http://estilodistinto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Já vi muitos caes da raça mansinhos...depende do dono mesmo.

    ResponderExcluir
  9. Exato, tudo depende da educação que o “bichinho” irá receber.
    Pode até ser que não, mas...

    Educação, tratamento, lugar onde fica... tudo isso interfere no comportamento de um cão, não importa a raça. O Pitbull é agressivo por natureza, mas conheço alguns super dóceis e que nunca deram problema.

    Talvez o Pitbull seja a vitima nessa história, pois ele, assim como todo ser vivo, não pediu para nascer, ou melhor, para ser criado e, por isso, não tem culpa de ser agressivo.

    Ele não foi criado para ser animal de estimação, mas pode ser educado sim, pelas pessoas certas, pessoas que tenham noção do que estão fazendo.

    Ele não é um cachorro comum, não pode ser tratado como tal.

    Regina, também te desejo muito sucesso! Estarei aqui diariamente, gostei muito do seu Blog!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Com certeza o dono influência muito no temperamento do cão.
    Também concordo que a mídia faz um pouco essa imagem de cão agressivo.
    se criarmos aos socos e pontapés ate um poodle vai ser violento ;)²
    Gostei do texto, esse questionamento é importante! Parabéns...
    Beijooos...

    http://guardeparaosdiasdechuva.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...